ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como SUSPEITOS e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Esta página pode conter em seu conteúdo IMAGENS FORTES ou CHOCANTES para algumas pessoas. Se você é maior de 18 anos e tem certeza que deseja visualizar estas imagens, CONTINUE. caso contrário FECHE A PÁGINA.

Pastor é suspeito de estuprar menina de 13 anos, em Jaru

Fonte: jaru on line - Em POLÍCIA - 27/10/2020 11:17:00 hrs

 Pastor é suspeito de estuprar menina de 13 anos, em Jaru

Na madrugada dessa segunda-feira (26) a Polícia Militar (PM) de Jaru, foi acionada para conter um homem que estava na rua, descontrolado e com faca na mão.

Ao chegar no local, a guarnição de serviço foi até o homem entender a situação, e o mesmo afirmou estar daquele jeito pois sua filha de 13 anos disse a ele ter sido estuprada por um pastor de uma igreja no setor 8 e ele ficou transtornado e teria ido até o local para fazer justiça com as próprias mãos.

Diante do relato do pai da adolescente, a PM foi até a residência da adolescente juntamente com uma policial feminina para constatar o possível estupro. Após a policial ter conversado com a menor, ela disse que o pastor havia mantido relações sexuais com ela, e que ele, usando do seu poder de persuasão induziu à ela manter relações com ele, dizendo que se ela não obedecesse o chefão iria levá-la para o inferno referindo-se ao Diabo.

 

A adolescente confirmou que estes abusos eram frequentes até que resolveu falar para seus pais. Ela também disse que mantinha relações com outro rapaz, que seria seu vizinho, porém por vontade própria dela e seus pais já sabiam disto e por diversas vezes autorizava que ambos dormissem juntos.

 

Ao fazerem a busca pelo pastor, o mesmo teria se evadido de sua residência deixando suas duas filhas que são crianças sozinhas e ao procurar algum familiar, apareceu um homem que se fez responsável pelas crianças. Após os procedimentos de praxe foi registrado um boletim de ocorrência e encaminhado para UNISP para que fosse tomada as providências cabíveis.

 

  • Compartilhe essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: POLÍCIA