ATENÇÃO SR(s) INTERNAUTAS

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como SUSPEITOS e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

Esta página pode conter em seu conteúdo IMAGENS FORTES ou CHOCANTES para algumas pessoas. Se você é maior de 18 anos e tem certeza que deseja visualizar estas imagens, CONTINUE. caso contrário FECHE A PÁGINA.

Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto

Fonte: inforondonia - Em Geral - 02/03/2020 10:17:00 hrs

Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto

Ressocialização dos apenados, por meio da mão de obra, prestando serviços de manutenção, reparos e reforma nos órgãos públicos estaduais de maneira rápida e possibilitando a economia aos cofres do Estado de Rondônia, esse é o principal objetivo do projeto “Construindo a Liberdade”, desenvolvido pelo governo de Rondônia, por intermédio da Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) de Rolim de Moura (RO) e Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

Em Rolim de Moura, o projeto é coordenado pelo Secretário Regional da Sepog, Adeilso da Silva, que explica sobre a mão de obra dos apenados, como facilitadora na resolução de problemas crônicos de infraestrutura nos prédios públicos. “O governador, Coronel Marcos Rocha, frisou que o momento é de austeridade, para todos nós estarmos unindo forças em projetos que gerem economia. É o caso do projeto Construindo a Liberdade, inspirado nas ações do governador, Coronel Marcos Rocha, na época em que foi secretário da Sejus, que estimulava a utilização da mão de obra dos apenados e hoje estamos colhendo os frutos”, disse.

O programa é desenvolvido com reeducandos do regime semiaberto, conforme a pena vai passando para o regime aberto eles são desligados abrindo vagas para outros reedeucandos.

Os trabalhos realizados pelos detentos agilizam o processo burocrático, pois, muitas vezes o serviço teria que ser realizado por uma empresa terceirizada e passaria por todos tramites burocráticos de licitação.


Hoje o “Construindo a Liberdade”, atende os órgãos do Estado no município de Rolim de Moura, porém, a expectativa é de ampliar o programa.

“A pedido do governador, Coronel Marcos Rocha, estamos trabalhando para ampliar o atendimento nos 07 municípios da Regional da Zona da Mata e atender também os municípios de Alta Floresta do Oeste, Alto Alegre dos Parecis, Brasilândia do Oeste, Castanheiras, Novo Horizonte do Oeste e Santa Luzia do Oeste”, argumentou o secretário Executivo, Adeilso da Silva.

Além disso, os reeducandos passam por capacitações deixando-os aptos para o mercado de trabalho. “A exclusão social muitas vezes acontece por falta de qualificação profissional e oportunidade. Oportunidade essa, que o governador, Coronel Marcos Rocha, vem possibilitando aos reeducandos do nosso Estado”, frisou Adeilso.

Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade” do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
A diretora da Escola Estadual Maria Comodoro Lira, professora Hilka Vania Sanchez Assunção, destacou que a parceria foi de suma importância para reparos na instituição. “Os reeducandos realizaram serviços elétricos, limpeza de pátio, pinturas, entre outros. Gerando uma economia de mais de R$ 10 mil reais. Nossos recursos são limitados e esse valor economizado foi investido e aplicado em outras ações educacionais”.


Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade” do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto

Na Escola Estadual Carlos Drumont de Andrade (CDA), o projeto Construindo a Liberdade realizou trabalhos de limpeza das calhas e pátio, construção de uma passarela, calçada na frente da cozinha, canalização da água da chuva que entrava no refeitório, pintura das salas de aula, construção em andamento da calçada no estacionamento de motos e bicicletas, canteiro para flores, reforma dos banheiros dos alunos, troca das lâmpadas da quadra e do pátio, entre outras benfeitorias. O projeto ajuda a ambos envolvidos, pois, proporciona aos reeducandos um retorno ao convívio social reduzindo suas penas e para nós na escola a mão de obra qualificada, proporcionando a administração uma economia significativa. Nós só temos que agradecer essa parceria”, argumentou a professora e diretora, Rita de Cássia de Souza Cabral Degam.

 

Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade” do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto

Gildo Benedito Ramos da Rocha, diretor da Escola Aluízio Pinheiro Ferreira, salientou que o programa é um sucesso e não pode parar. “A eficiência do programa gera uma economia para a Escola Aluízio de até R$ 20 mil reais ao ano. Estou há 12 anos na direção da Escola Aluízio, 35 anos como professor e nunca vi um projeto beneficiar a Escola dessa forma, são pessoas que quando vem para Escola pelo meio do programa dão conta do recado. Eu só tenho que agradecer ao governador, Marcos Rocha, Secretário Executivo, Adeilso, e todos envolvidos neste processo e desejar que esse projeto continue e seja ampliado”, finalizou.

Vale ressaltar que além dessas 03 escolas, outras instituições de ensinos e órgãos públicos foram atendidos pelo projeto “Construindo a Liberdade”.

Através do projeto “Construindo a Liberdade” do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obras de detentos do Semiaberto

 

Outras Imagens

Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
Ressocialização - Através do projeto “Construindo a Liberdade”, do Governo de Rondônia, três escolas de Rolim de Moura são atendidas com mão de obra de detentos do Semiaberto
  • Compartilhe essa notícia
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Mais Notícias da Categoria: Geral